quarta-feira, 18 de novembro de 2015

[As Leituras da Milla/Petit] Enquanto houver amor haverá esperança - Sarah Kilimanjaro





Sinopse: Até que ponto alguém consegue superar suas dores?Por que uns têm coragem e seguem em frente apesar de todas as dificuldades e outros caem em desânimo?
Esta é a linda história de Erika e Maurício, uma história de coragem, persistência e superação.
Erika quando criança sofre um grave acidente que a deixa paraplégica, porém com o amor dos pais, dedicação dos médicos e coragem da menina ela consegue superar suas limitações.
Maurício é um famoso e admirado corredor de automóveis, mimado, tendo tudo nas mãos, se deixa cair no desânimo quando um acidente o deixa fora de seu “mundo ideal”.
Duas histórias que se cruzam, e com resultados diferentes.
Conheça essa comovente história e saiba por que enquanto houver amor há esperança!


Enquanto houver amor haverá esperança é um livro psicografado através do espirito Vinicius que conta a história de Erika e Maurício.

Você já ouviu falar que quando estamos no "Nosso Lar" combinamos de qual maneira e quais limitações viremos na encarnação para que possamos evoluir? Então Erika queria entender a maneira em que pessoas que passam por limitações quanto a mobilidade encaram a vida.

Assim começa o livro que nos primeiros capítulos nos mostra o porque da temática. Erika ainda muito criança ao atravessar a rua para encontrar uma colega é atropelada.

Seus pais sofrem com a lenta recuperação da filha

-Meu Deus! - diz Viviane. - Será que a nossa filha nunca mais vai caminhar?

Os acontecimentos passam muito rápido, os capitulos são curtos e a cronologia apesar de ser linear é um pouco confusa, quando dei por mim a menina Erika já estava fazendo vestibular.

Sim, ela fez vestibular e foi para medicina, queria se especializar em traumatologia. Em seus momentos de lazer tocava violão e era muito popular por isso. Em alguns momentos me pareceu uma menina muito infantil para a idade mas nada que adolescentes muito cheios de mimos não possam ser.

A menina se encontra no espiritismo e em momentos em que não está estudando ela começa a dar expediente voluntario em uma clinica de reabilitação de acidentados.

Um dia, entre uma musica e outra ela vê um rapaz sendo trazido para a clinica em uma maca, ao vê-lo ela desmaia.

Quem será aquele rapaz?

Erika se questiona até descobrir Mauricio. Um corredor profissional, "riquinho" e mimado. Revoltado por sua condição ele pula de hospital em hospital, financiado pelos pais, pois seu gênio terrível o faz ser sempre convidado a fazer o tratamento em outra instituição (se é que você me entende!).

Em um primeiro momento eles se estranham, na verdade Mauricio, para variar, é muito rude com Erika até o momento em que ele desabafa e a amizade entre os dois começa a aflorar.

Os pais de Erika, principalmente a mãe, é muito contra a paixão da filha pois o garoto paraplégico não traria futuro, na mente dela, a filha.

...isso é fantasia, ela está confundindo amor com piedade, isto sim. Afinal, sempre gostou de ajudar os menos favorecidos e pensou que esse aleijado... necessitasse dela

Mauricio parece um carma para a garota que insiste ficar ao seu lado.

Como essa história vai acabar? Só lendo para saber...

Há muito não lia histórias espíritas e esse livro me fez recordar o porque gosto tanto de livros assim. Enquanto houver amor haverá esperança é muito bom, não encontrei problemas quanto a revisão, sua letra é de tamanho grande, ótimo para ser lido por qualquer idade. Como já disse os capítulos são curtos fazendo com que a história não seja cansativa. 


Super recomendo para você que, assim como eu, acredita no amor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário