quinta-feira, 10 de setembro de 2015

[Arca Literária - Chiado] Polícias, Crimes e Criminosos – Samuel Antunes Teixeira





Sinopse:

Estas são memórias dos 30 anos em que trabalhei na investigação de homicídios..

Em alguns poucos casos que tive que as complementar com alguma imaginação para preencher uma ou outra falha de memória. Em outros, também recorri à imaginação para conseguir uma abordagem mais ampla de temas fraturantes da nossa sociedade que determinados casos refletem. Fi-lo, porém, sempre com base em situações que fazem parte desta minha vivência,sem desvirtuar o sentido do real.

Não procurei uma estrutura uniforme na sua concepção, diversifiquei, e tentei fugir ao estilo “relatório de polícia, evitando descrições demasiado factuais, pormenorizadas ou técnicas sem, contudo, deixar de revelar aspectos do funcionamento da investigação criminal e da sua concretização processual.

Procurei retratar pessoas, ambientes e mentalidades, assim como manifestei a minha posição sobre temas polémicos que não representa, de modo nenhum, os investigadores da Polícia Judiciária. Sou voz, não sou porta-voz.



Polícias, crimes e criminosos foi um grande presente na minha vida. Tive o privilégio de lê-lo cedido pela editora Chiado em parceria com a Arca Literária.

O livro é escrito por Samuel, ex polícia judiciária de Portugal que entre histórias pessoais e dia a dia na polícia nos dá uma visão de como era a vida de inspetor.

Entre relatos de alguns fatos como a morte do amigo, ídolo e chefe Lobão e relatórios de alguns casos, Samuel nos aguça a curiosidade para saber mais e mais sobre a vida de um policial. Aqui no Brasil temos muito receio e uma idéia ruim do que seria a polícia. Não conheço tão de perto a vida de um servidor da lei e sinceramente fiquei fascinada com todo o livro.

Fiquei enlouquecida com a fotocopia de autopsia da página 361 a 365. Nunca havia lido um documento deste teor e fiquei muito curiosa.

Sou muito fã de filmes de filmes policiais e com certeza esses relatos dariam uma série policial muito boa, atenção roteiristas!

A capa do livro é fascinante, um raio x de um individuo com uma faca cravada na cabeça em tons de vermelho, chamam realmente a atenção.

As letras são em tamanho ideal e as páginas bejes são perfeitas para não cansar a vista.

O livro é bastante grande, 568 páginas, mas garanto, cada página vale a pena.

Super recomendo para você que, como eu, é apaixonado por história policiais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário