terça-feira, 29 de julho de 2014

[Arca Literária - Selo Jovem] - Um Gesto de Amor - Tony Ferr






Sinopse: Decidida a não se apaixonar por mais ninguém, Liza, vê sua promessa ameaçada ao conhecer André o professor do seu filho. Tudo começa a mudar quando seu filho cria uma forte relação de amizade com André, que tenta de todas as formas preencher o vazio paterno naquela criança. Após entender que esse homem deve fazer parte de sua vida, Liza sente que está na hora de recomeçar sua história. Esta relação é ameaçada pelo ciúme de seu melhor amigo Fernando, que luta pelo seu coração há quatro anos. Mas André está disposto a não perder essa luta. Liza procura seguir seu coração e os conselhos de sua melhor amiga, Sofia, mas percebe que não é tão fácil a escolha que deve fazer. Tentando de todas as formas não ferir o coração de ninguém, faz sua escolha trazendo consequências capazes de desmoronar tudo aquilo que desejou. Amor, amizade, perdão e destino serão testados e somente Um Gesto de Amor será capaz de resgatar tudo aquilo que Liza imaginou estar perdido. Então... o que você faria por alguém que ama? 

O que você faria por alguém que ama?

Essa pergunta está na capa do livro. Antes de abrir é bom pensar muito bem na resposta.

Fiz isso e pensei que faria sim, mas somente pelos meus filhos.

O que esperar de um livro que te faz uma pergunta tão profunda já na capa?

Um Gesto de Amor gira em torno de 4 personagens sendo que 3 super principais (Liza, André e Bruno) e um nem tanto (Fernando).

Liza, uma jornalista bem sucedida, natural de São Paulo, mora em Curitiba com o seu filho Bruno de 4 anos. Pela descrição do livro ela parece ser bonita e que trabalha muito.
Ela lembra uma pessoa muito próxima neste ponto, sempre atrasada para buscar o filho na escola, trabalhando em alguns horários em casa, fazendo as vontades do filho em relação à comida.

Eu não concordo com atitudes assim. Qual mãe em sua sã consciência dá biscoito e cereal para uma criança em fase de crescimento na hora do jantar? Ela chega a dizer que o garoto não come comida quente, como assim, ele vive de industrializados?

Bem, essa é outra discussão!

Voltemos ao livro...

Liza, mesmo muito atarefada faz de tudo para sempre chegar na hora da saída do filho para busca-lo, mas não consegue em sua maioria.

O horário de 12 horas fica complicado quando ela tenta chegar de carro na escola.

Em certo dia Liza chega atrasada mais uma vez e encontra o filho com um professor, de educação física, André.

André, um rapaz atlético, rosto bonito, estava cuidando do filho de Liza enquanto ela não chegava. Liza ao cruzar olhares com André ficou maravilhada, acredito eu que o encontro dos dois foi como amor a primeira vista.

Ao longo de várias páginas os pensamentos dos dois personagens um pelo outro enche o coração de qualquer um. Pensamentos de dúvida por um sentimento que jamais foi sentido; sabe aquele friozinho na barriga que dá quando vemos aquela pessoa especial? É bem assim que o autor descreve o que os dois estão sentindo.

No meio desse começo de romance duvidoso (no sentido que eles tinham dúvidas que estavam sentindo) outro personagem surge.

Fernando, um colega de trabalho de Liza.

Fernando é daquelas pessoas insistentes, chatas, que não sabem a hora de “cair fora” de uma relação.

Ele é apaixonado por Liza, bem, apaixonado não, obcecado. Isso faz com que a cada movimento do personagem sentimos raiva e mais raiva.

A obsessão dele beira a loucura ao ponto de ele inventar uma mentira que, em minha opinião, mudou todo o estilo do livro, de romance aguinha com açúcar para drama/suspense/desespero total (risos).

Agora para tudo, respira e busca a caixa de lenços.

A partir daí o livro fica...fica... estou sem palavras.

Olha, eu nunca chorei lendo um livro da maneira que eu chorei com esse.

O mais engraçado, para não dizer trágico, nisso tudo é que eu estava lendo o livro em público, digamos assim, e por uns 3 ou 4 momentos tive que fechar o livro, respirar fundo e tentar segurar as lágrimas que insistiam em escorrer pelo meu rosto.

Não vou contar porque, você deverá ler o livro para descobrir.

Um Gesto de Amor é um livro muito bem escrito, com capítulos bem separados, não deixando o texto cansativo.

Super recomendo para você que está aí, com vontade de amar mas está sem coragem!

24 comentários:

  1. Obrigado Daniele por essas palavras são lindas. Fico muito feliz em saber que o livro mexeu com você. Muito boa sua resenha, sem spoliers, mas deixou uma curiosidade muito boa! Parabéns ao blog! Abraços!

    Tony

    ResponderExcluir
  2. Ai meu Deus já sei vou chorar , então preciso me preparar psicologicamente para ler , senão lá vai eu chorar no metro onde normalmente estou lendo. Há algum tempo estou querendo ler esse livro , mas devido a sua intensidade vou esperar um pouco mais . Sua resenha ficou ótima nos faz querer ler o livro para viver todas essas emoções que você descreveu.

    beijos

    Joyce

    ResponderExcluir
  3. Oi Dani, não vou mentir a você mas não lembro de ter visto este livro em algum lugar, mas já que estou vendo aqui vou dizer que você me conquistou, me fez querer descobrir o por que você se segurou para não chorar.
    Vou buscar mais informações do livro, e se tiver ao meu alcance($$$) com toda certeza vou querer e adquirir ele e assim descobrir.
    E se fosse diz que a historia é linda e que não vou conseguir me segurar e vou chorar, pode ter certeza que isso vai acontecer, pois sou muito emotiva. E só por isso você conseguiu fazer com que eu aumentasse minha,lista.
    Parabéns flor pela resenha!

    Beijokas Ana Zuky

    ResponderExcluir
  4. A Liza me parece a verdade “mãe moderna”, que infelizmente, muitas vezes acaba tendo um filho sem pensar e a criança que paga pelo dia a dia corrido. Vou preparar os meus lenços e agarrar o livro! - E eu sou dessas, Dani, que em público e sempre passa vergonha hahahaah

    ResponderExcluir
  5. Olá
    Achei interessante a trama da mãe que faz tudo pelo filho e sempre tenta tudo de melhor, mesmo sendo meio desleixada e mimando o garoto, aquela parte realmente me cativou e eu ficaria só com aquela. Não gosto muito de romances românticos, mas pelo visto este é surpreendente e chorável.

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  6. Ai meu Deus, como assim não vai contar????
    Adoro livros com dramas familiares.... acho que se bem trabalhados podem realmente nos levar às lágrimas! E quando isso acontece, e em público ainda, o autor merece palmas!
    Com certeza eu vou ler, porque agora fiquei eu sem palavras... queroooooo

    Beijos
    Chrys Audi
    Blog Todas as coisas do meu mundo

    ResponderExcluir
  7. Será que o livro também consegue me arrancar lágrimas? Sou dura na queda! rsrs
    Eu não tinha ficado interessada porque é bem clichê essa coisa de romance com o professor do filho. E mesmo não fazendo parte diretamente da história, o lance da comida é um ponto que afeta sim, não passa credibilidade.
    A princípio não tenho tanto interesse, mas quem sabe um dia?
    Beijinhos!
    Giulia - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir
  8. Oi Dani!
    Eu vi esse lançamento, mas não prestei muita atenção. Que bom que o livro te tocou muito, e posteriormente vou solicitar para editora. A capa é bonita.

    Beijos,
    Jéssica
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Dani,

    Gosto muito de romances ainda mais aqueles que calam fundo no coração e na alma e pelo que você colocou na resenha, este parece ser um deles. Eu não conhecia o livro e lendo sua resenha fiquei bem animada para ler.

    Beijos
    Tânia Bueno
    http://facesdaleiturataniabueno.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Dani, tenho que ser sincera e dizer que a premissa do livro não me comoveu nem um pouco... Essa ideia de mãe desastrada que não quer se apaixonar por mais ninguém, deu uma saturada já, pelo menos para mim. Talvez daqui algum tempo eu mude de ideia mas no momento não é um livro que entraria pra minha lista de desejados. Mas que bom que foi uma leitura agradável pra você.

    Beijo, Aimara

    ResponderExcluir
  11. Olá, vi esse livro no site da editora, e não percebi que ele
    fosse tão intenso, ok, o título é bem sugestivo, mas nunca pensei
    que fosse causar tantos sentimentos. Confesso que fiquei bastante
    curiosa para saber o que de fato aconteceu, para você chegar ao ponto
    de chorar, espero poder conferir logo essa narrativa

    bjs

    http://www.loveebookss.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Ah, adoro livros que fazem chorar! Se esse faz isso ao ponto de você ter que parar e respirar fundo para tentar segurar as lágrimas porque estava em público, já entrou para a minha lista de desejados (mas lerei em casa! rs).

    Acho que vou ficar com pânico dessa Liza tratando o filho desse jeito!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  13. Oi Dani, tudo bom?
    Eu não conhecia esse livro, mas de cara amei a capa. E essa pergunta nos faz pensar mesmo. Até onde chegamos por alguém que amamos, e na minha opinião eu iria bem longe.
    Enfim, esses livros mais tocantes são os que eu mais gosto, que realmente nos dão aquela sensação de "verdadeiro". Acho que essa leitura seria super proveitosa pra mim. Adorei.

    Obrigada pela dica.
    Beijos,
    paixaoliteraria.com

    ResponderExcluir
  14. Sempre quis ler um livro que me fizesse chorar, com certeza esse está na lista das Compras de Setembro *u*
    Belíssima resenha!

    Beijooos!
    Vivendo em Livros

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Eu estou participando do book tour desse livro e estou ansiosa para que chegue a minha vez. Não sabia que o livro era tão bom assim e vou amar me entregar a essa história.
    Amei a sua resenha.
    Beijinhos!
    www.eraumavezolivro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oi Dani, tudo bem?
    Ao contrário de você choro fácil, e agora??? Com esse livro então, vai ser um mar de lágrimas se comparar com sua reação, risos...
    Eu já tinha lido a sinopse desse livro e na hora pensei que iria amar a história, agora tive certeza!!!! Adorei sua resenha, suas emoções me tocaram.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. ahh, como eu queria que a minha mae parasse para ler..
    ela ia se apaixonar por esse livro <3
    Adoro dramas familiares e esse tem tudo para me arrancar lágrimas rsrs
    dica anotada =)

    Beeijinho. Dreeh
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  18. Olá.. tudo bem????
    Parece-me uma história bem interessante.... eu fiquei um pouco curiosa... mas sei bem como é essa correria do dia a dia ainda mais porque sou mãe solteira e crio minha filha sozinha, mas sinto muito orgulho de mim por isso, mas confesso que algumas vezes (poucas) minha filha já jantou coisas bobas pelo simples fato de chegar muito tarde em casa e não tempo... Se apaixonar confesso que não é mais pra mim... amo romance e adoro vive-los nos livros... desisti desse encanto já faz um tempo porque não tenho mais paciência... Xero!!!

    ResponderExcluir
  19. Olá... tentei fazer vários comentários e só deu erro....
    Gostei muito da premissa... achei a história interessante... ser mãe solteira não é nada fácil, mas a alimentação de minha filha sempre fui muito chata... ela sempre comeu pelo menos no jantar comida fresquinha... Sobre o romance... eu adoro somente nos livros... porque pra mim já desisti... não tenho mais paciência... xero!!!

    ResponderExcluir
  20. Hey!! Simplesmente amei a sua resenha!! Com certeza eu vou colocar este livro na minha lista do Skoob. Me definiu um tanto essa última frase que você colocou e nossa, parece ser muito bom mesmo! Estou realmente precisando ler um romance puro, sem seres místicos ou coisas do tipo, meu momento de agora está pedindo isso. Hahahaha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Oi Flor!
    Que resenha linda! Fiquei boba com sua reação! Eu volta e meia pego um livro que me faz chorar assim!
    Me fez ficar bem curiosa! Parabéns pela resenha!
    Um grande beijo!
    Paulinha Juliana - Overdose Literária!

    ResponderExcluir
  22. Oi Dani

    Confesso que a sinopse me passou uma idéia de um livro comum e sem muitos atrativos, já que mostra muito a rotina de uma família. Mas no momento em que algo trágico acontece a ponto de segurarmos o choro, mudei a minha opiniçao sobre o livro e quanto tiver uma oportunidade, vou ler com toda a certeza!

    Super bjos
    http://www.i-likemovies.com/

    ResponderExcluir
  23. Olá Dani, tudo bem?

    Tirando o Arca Literária da reta, tua resenha foi tocante, embora não tenha pretensão de ler o livro. Estou tentando não chorar nos livros hahahaha.

    Beijo

    ResponderExcluir
  24. Olá tudo bem ?
    Bom a pergunta na capa é muito sugestiva mesmo, já te faz refletir bem no inicio do livro. Mas mesmo assim eu não sei se leria, porque por mais que você tenha gostado o livro não me chamou atenção, para ser sincero eu achei um pouco chato esse enredo não me atraiu.
    Abraços, Carlos.

    http://blogchuvadeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir