terça-feira, 13 de maio de 2014

[Arca Literária] Quando eu era Joe


Sinopse: Imagine o que é perder, em uma única noite, sua casa, seus amigos, Como é possível viver mentindo sobre todas as coisas? Sua escola e até mesmo o seu nome. Aos 14 anos, Ty presencia um crime bárbaro num parque de Londres. A partir desse momento, tudo muda para ele: a polícia o inclui no programa de proteção à testemunha, e Ty é obrigado a assumir uma vida diferente, em outra cidade. O menino ingênuo, tímido, que costumava ser a sombra do amigo Arron, matricula-se na nova escola como Joe... E Joe não poderia ser mais diferente de Ty: faz sucesso com as meninas, torna-se um corredor famoso... Joe é tão popular que acaba incomodando os encrenqueiros da escola. Ser Joe é bem melhor do que ser Ty. Mas, logo agora, quando ele finalmente parece ter se encaixado no mundo, os atentados e ameaças de morte contra sua família o obrigam a viver no anonimato, em fuga constante e sob a pressão de prestar depoimentos sobre uma noite que ele gostaria de esquecer. Um livro – de tirar o fôlego! – sobre coragem e sobre o peso das consequências do que fazemos.


O que você faria se fosse a única testemunha de um assassinato? 

E se você fosse a delegacia e a policia te colocasse no programa de proteção a testemunha. 

Bem, assim começa a história de Tyler, um garoto de 14 anos que se viu sem nada e ninguém de uma hora para outra. 

Tyler vê sua vida virar de pernas pro ar quando é a única testemunha de um assassinato cometido por membros de uma gangue “barra pesada”. 

Influenciado pela opinião da avó, ele vai até a delegacia e é, junto com a mãe, colocado no programa de proteção a testemunha. 

A partir daí o livro fica mais interessante. 

Joe, como Tyler passa a se chamar, muda completamente. Antes um garoto tímido, só com um amigo, depois popular, cheio de meninas ao redor, com possibilidades de virar atleta. 

O que realmente me irritou foi o ar de coitada da mãe de Tyler. Tudo bem que deve ser muito difícil você abrir mão da sua vida, mas fazer isso pela segurança de um filho... faria de olhos fechados, sem pestanejar. 

A autora Keren tem uma linguagem muito simples e fácil de entender, nos prende no livro com episódios que torna cada página mais interessante que outra. 

Particularmente livros que personagens são adolescentes são meus preferidos, são mais leves de ler, mesmo com uma temática tão forte. 

Super recomendo para maiores de 12 anos....

12 comentários:

  1. Achei esse livro bem interessante, quando foi lançado, ótima resenha!
    bjkas
    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  2. Oláaa!
    Esse livro está na minha estante esperando uma chance, mas ainda não me animei tanto para ler.
    Gostei da premissa, mas ainda julgo muito um livro pela capa e, não curti muito essa não. Sei lá, goste do jogo de cores, mas esse rosto super visível acabou com o mistério (sem contar que não parece um garoto de 14 anos, né?!).
    Nem consigo imaginar como seria ser a única testemunha de um assassinato, acho que ficaria em choque, mesmo se não fosse a única e não precisasse de proteção à testemunha hahaa. Acho que, aos 23 anos, ainda sou facilmente impressionável como uma criança, daquelas que nem dormem a noite se veem um ato de violência na TV hahha.

    Parabéns pela resenha: simples, objetiva e clara.

    Beijos,
    Amanda
    http://minhasconfissoesfemininas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá...
    Parece que o livro é bem interessante... percebi o quanto que você gostou.... É tão bom quando lemos algo que nos empolga e com certeza pra proteger a minha filha eu faria qualquer coisa sem pensar... Xero!!!1!

    ResponderExcluir
  4. Oi,

    Acho essa capa um pouco estranha, mas bem legal, a historia parece ser bem interessante, gostei muito, só não entendi um pouco, não seria uma leitura que eu leria pra já, mas mesmo assim irei pesquisar um pouco mais sobre ele.

    Mayla

    ResponderExcluir
  5. Olá

    Não tinha lido nenhuma resenha antes sobre esse livro, gostei da premissa mas acho que essa história funcionaria mais como um filme pra mim. Mas quem sabe eu leia.

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    A trama parece muito interessante e nunca li nada com esse tema de um personagem entrar no programa de proteção à testemunha. O mistério parece muito interessante. Gostei da resenha.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Achei bem interessante o enredo desse livro. Essa história de ficar fugindo de um lado pro outro me lembrou o livro Eu sou o n° 4, claro que são extremamente diferentes! kkkkkk Adorei a resenha.
    Bjoks da Gica.

    umaleitoraaquariana.blogspot.com
    @GicaTeles

    ResponderExcluir
  8. Oieeee, eu achei esse livro um pouco legal, porém eu não tenho vontade de ler, estes livros que envolvem crimes, policiais e tal eu não curto, sempre acho a leitura chata kkkk, então eu passo rsrs, parabéns pela resenha. Abraços :D

    ResponderExcluir
  9. Oi Dani, tudo bem?
    Essa capa tem cores fortes de impacto, chama logo a atenção. O que achei bem interessante nessa história foi o fato de ao ganhar uma nova identidade o personagem literalmente virar outra pessoa. Mas o que ele irá fazer com o "verdadeiro" que está escondido? E que atitude a da mãe dele, concordo com você, mãe se sacrifica pelo filho sem pensar.
    beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Dani!
    Ele parece ser puxado para o romance policial, eu adoro, esses livros que parecem ter um suspense e sempre um dramão envolvendo algum crime, é comigo mesmo!
    ahahaha
    Parabéns pela resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi Dani, bom eu já tinha lido a sinopse dele, mas não consegui sentir interesse por ele, mesmo lendo sua resenha ainda não consegui me conectar, não sei por que, pois ele tem o gênero de leitura que gosto, acho que deve por outro motivo. Mas quem sabe mais à frente eu pegue o livro e leia, vamos ver.

    Adorei sua resenha!

    Beijokas Ana Zuky

    http://www.sanguecomamor.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi Dani,

    eu também adoro livros com adolescentes, são leves, engraçados e a visão de mundo deles é bem interessante.
    Adorei a sua resenha.

    Beijos,

    Priscila Yume

    http://yumeeoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir