segunda-feira, 30 de maio de 2016

[V&R - Arca Literária] Artistas dos Ossos - Madaleine Roux


Sinopse: Oliver é um adolescente que tenta economizar dinheiro para ingressar na faculdade e deixar para trás a loja de antiguidades de sua família. Mas para garantir seu sonho ele começa a trabalhar para uma organização sinistra, que se denomina “Artistas de Ossos”. Bem, mas dinheiro é dinheiro. Abrindo sepulturas e roubando ossos, ele aceita a missão pensando que isso seria uma fase momentânea, mas descobre que abandonar essa empreitada pode ter um custo muito alto, pois existem algumas dívidas que não podem ser pagas. Assim Artistas dos Ossos é um puzzle importante que faltava para os fãs da série Asylum.

Cedido pela V&R à Arca Literária, da série Asylum, de Madaleine Roux, Artistas dos Ossos é um livro/epsidio. Lançado antes do terceiro livro da série, ele é conhecido também como livro 2,5.

Confesso que não li nenhum livro da autora mas mesmo assim consegui compreender a história perfeitamente, o que me levou a crer que esse livro é de leitura que independe das outras.

O livro que tem pouco mais de 100 páginas, conta a história de Oliver, um garoto nos seus 17 anos que está prestes a entrar na Universidade do Texas. Fez da vida por ter a chance de sair da cidade que ele acreditava não ser para ele, Oliver combina de encontrar seu amigo Micah e sua namorada Sabrina.

Oliver é de família tradicional na cidade, donos de um antiquário, que o mesmo detesta, ele sempre está sem dinheiro mas para resolver esse pequeno problema ele faz uns servicinhos para Briony, uma mulher esquisita, misteriosa.

Esses servicinhos inclui também seu amigo Micah e consiste nada mais nada menos que tirar coisas de túmulos. Objetos que são encomendados a eles.

No ultimo passeio ao cemitério o que é encomendado aos garotos soão ossos. Oliver fica apavorado pois são quase pegos pela polícia e isso faz com que ele queira cair fora, já o seu amigo é contra pois o dinheiro envolvido é muito grande.

Oliver é muito cabreiro sobre tudo o que está acontecendo e fica mais ainda quando conhece Maria. Essa senhora fala a ele sobre as pessoas que usam os ossos, os chamados Artistas dos Ossos. Ela não dá muito explicação pois segundo ela quem fala muito nestas pessoas atrai o mal. E esse mal seria ligado a magia negra. Sair desta vida não seria fácil.

Será que Oliver conseguiria? Afinal de contas não se pode brincar com pessoas que moram em Nova Orleans e pagam por ossos humanos, certo?

O livro é muito envolvente, de linguagem muito fácil, pode ser lido em uma sentada. É considerado um suspense, o que eu particularmente adoro. As páginas amareladas e as letras grandes são perfeitas.

E a capa? A capa é simplesmente linda!

terça-feira, 26 de abril de 2016

Evento! Pe. José Otacio lança livro na Igreja N. S. da Conceição de Niterói



No dia 29 de abril, sexta-feira, às 18h, a Igreja Nossa Senhora da Conceição de Niterói se abre para receber todos os católicos, literatos, amigos e sacerdotes para o lançamento do livro A Gênese do Discípulo (Uma relação semântica e toológica de Paulo e João a partir do estudo de Filipenses 3,1-16 e João 15,1-8), escrito pelo Pe. José Otacio Oliveira Guedes. O evento começará com Missa de Ação de Graças e, logo após, o coquetel de lançamento nas dependências da Igreja.

A obra mostra como Paulo e João testemunham, conjuntamente, uma vigorosa teologia do discipulado centrada em Jesus Cristo. O ouvinte-leitor do Evangelho de João atesta tal centralidade a partir da afirmação: "sem mim nada podeis fazer" (Jo 15,5).

Essa percepção é a mesma do ouvinte-leitor da Carta aos Filipenses, cujo lugar privilegiado de Cristo é indicado ao julgar como "refugo" (Fl 3,8) o que está fora dele, algo sem valor salvífico, sendo vazia a tentativa de "confiar na carne" (Fl 3,4b). A medida do ser do discípulo é a medida de Jesus Cristo! Relativiza-se qualquer tentação meramente conceitual de ser cristão, ou de mera decisão existencial, sem o horizonte das escolhas concretas de Jesus. A existência cristã é a atualização do dinamismo da existência pascalizada de Jesus.

Pela atualidade e pertinência do tema, esta obra constitui uma significativa contribuição, neste momento histórico em que somos convidados a repensar a identidade cristã.

A Igreja Nossa Senhora da Conceição de Niterói fica na Rua da Conceição, 216, Centro, Niterói. Estacionamento: Niterói Shopping - Acesso a Igreja pelo estacionamento. Telefone: (21) 2717-0154

Preço de capa promocional de lançamento: R$ 36,32

Entrada Franca





Sobre o autor:

José Otacio Oliveira Guedes nasceu em Minas Gerais, em 1974. Estudou Teologia Bíblica na Pontifícia Universidade Gregoriana (Roma) e na PUC-Rio, onde é professor de Exegese do Novo Testamento. Ordenou-se padre em 2000.

Atualmente, além da vida acadêmica, exerce o ministério como formador no seminário e como diretor do Instituto Filosófico e Teológico. Dedica-se, também, a acompanhar a Pastoral Universitária na Arquidiocese de Niterói e ao pastoreio de algumas comunidades da periferia.

sexta-feira, 1 de abril de 2016

Vou alí e já volto!


Queridos amigos, 

Muitos tem conhecimentos dos meus problemas com a balança, então resolvi fazer uma mudança radical: uma cirurgia bariátrica.

Saio hoje de licença e volto dia 25.

Meu intagram pessoal é @danicgq

Por ele contarei minha evolução!

Mas não deixe de seguir o @magiaeletras

Beijos a todos

[As Leituras da Mila] À Sombra da Figueira


Sinopse: Para a menina Raami, de sete anos de idade, o fim abrupto e trágico da infância começa com os passos de seu pai voltando para casa na madrugada, trazendo detalhes da guerra civil que invadiu as ruas de Phnom Pehn, a capital do Cambódia. Logo o mundo privilegiado da família real é misturado ao caos da revolução e ao êxodus forçado. Nos quatro anos seguintes, enquanto o Khmer Rouge tenta tirar da população qualquer traço de sua identidade individual, Raami se apega aos únicos vestígios de sua infância — lendas míticas e poemas contados a ela pelo seu pai. Em um clima de violência sistemática em que a lembrança é uma doença e a justificativa para execução sumária, Raami luta pela sua sobrevivência improvável. Apoiada no dom extraordinário da autora pela linguagem, Sombras da Figueira é uma história brilhantemente intricada sobre a resiliência humana.

Finalista do Prêmio PEN Hemingway este livro vai levá-lo às profundezas do desespero e mostrar horrores abomináveis. Vai revelar uma cultura maravilhosamente rica, lutando para sobreviver através de pequenos gestos,. Vai fazer com que jamais sejam esquecidas as atrocidades cometidas pelo regime Khmer Rouge. Vai lhe encher de esperança e confirmar o poder que há ao se contar uma história de nos elevar e nos ajudar não somente a sobreviver, mas à transcendência do sofrimento, da crueldade e da perda.

***

Raami é uma menina que tem tudo que uma menina de 7 anos quer da vida, uma irmã que a ama muito e ainda é princesa. Filha do príncipe do Camboja.

Alegre mesmo com a limitação motora por consequência de uma paralisia infantil, Raami não tem preocupações em sua vida, ela só pensava em brincar.

Com as opiniões contrarias ao regime ditatorial instaurado no país, Raami vê sua vida ficar de cabeça para baixo. Ela precisou junto com sua familia fugir, se esconder mas quando são descobertos são mandados para um campo de trabalho, junto com sua mãe e irmã.

A maior parte do livro se apresenta neste período, onde ela relata as dores e problemas vividos nesta fase da vida.

Como historiadora estou acostumada a ler livros onde a guerra é o tema principal, mas esse realmente me surpreendeu. À Sombra da Figueira é simplesmente maravilhoso. Me peguei em vários momentos com águas nos olhos chegando a perder algumas horas de sono por conta dos relatos, pensando neles.

A leitura flui muito bem, a letra é no tamanho que eu gosto. A diagramação é perfeita.

Super recomendo pra você que gosta de um bom livro de drama ou precisa repensar a vida.

segunda-feira, 28 de março de 2016

Sorteio de Marcadores

Para comemorar a parceria com a Nazarethe Fonseca vamos sortear alguns marcadores do livro Dom Pedro I Vampiro.

Quer ganhar?

Para concorrer é só colocar um "eu quero" aqui nos comentários e enviar o endereço para estantedomanuel@gmail.com


Serão 10 no total!


Boa sorte e corra!!!!

sexta-feira, 25 de março de 2016

Nova parceria: Nazarethe Fonseca



Sobre a Autora:

Nascida em São Luís (MA) e radicada em Natal (RN), Nazarethe Fonseca é autora de ficção fantástica e seu maior prazer é escrever sobre seres sobrenaturais. Entre os livros já publicados por ela estão Alma e sangue e a série Pandora, controle sobrenatural, além de muitos contos.



Sinopse:

"Pedro é um vampiro. Ele tem hábitos simples, alimenta-se de sangue, dorme durante o dia, dá o ar de sua graça quando chega a noite. Resultado da longa existência, contabiliza inimigos que o perseguem há mais tempo do que pode suportar. É o preço da imortalidade.
A vida de Pedro já havia sido bem diferente. Em outro momento, ele foi mortal. Muito jovem, teve de enfrentar o desafio de governar uma colônia corrupta e falida, atividade da qual fez questão de livrar-se na primeira oportunidade.
Cansado de ser contido e controlado, o que não combinava com o seu temperamento, declarou independência de um país tropical, sobre o qual haviam depositado muitas esperanças, mas que andava pouco acreditado. E Pedro o fez prosperar, contra tudo e contra todos!
Amado, odiado, disputado pelas mulheres, sedento de sangue e de poder, governou o Brasil e nele deixou marcas profundas de suas paixões e desejos. Reis, rainhas e imperadores tornam-se imortais através da morte, como aconteceu a Dom Pedro I, que por um golpe do destino fez o Imperador do Brasil se tornar um vampiro".

segunda-feira, 21 de março de 2016

Nova parceria - Roberta de Souza


Roberta de Souza é jornalista, com orgulho! 

Como uma boa geminiana, ela acumula diversas funções profissionais e administra sua loucura de forma incansável: administra o Espaço do Autor Nacional no facebook; é colunista literária do jornal Tanguá Notícias, do Blog Mapa da Cultura e do site Arca Literária; revisora e copidesque de obras literárias; e jornalista responsável pela empresa Gaia Assessoria de Comunicação. Além de transbordar em seus textos, vez por outra, em seu blog Caminhar é Preciso.

Como ela faz isso tudo? Acreditamos que nem ela sabe...

No meio de tudo isso ela escreveu seu livro de contos Meninas de 30 (lançado em 2013); organizou e escreveu a biografia espírita de Morgana da Figueira do Inferno, sua madrinha; e está finalizando o livro 2 da coleção Meninas de 30. 

Roberta faz parte de uma louca e enorme família, seu sustento e sua vida.

Conheça um pouco mais sobre Roberta:

Twitter: @beta_de_souza 
Blog Caminhar é Preciso: http://precisocaminhar.blogspot.com.br/ 
Gaia Assessoria de Comunicação: www.gaiasscomunicacao.com  
Fã Page do livro Meninas de Trinta: https://www.facebook.com/MeninasDeTrintaOLivro 
Fã page do livro Morgana da Figueira:
https://www.facebook.com/morganadafigueira 
Página do Autor Nacional: https://www.facebook.com/autornacional

sexta-feira, 18 de março de 2016

Resenha Premiada!


Sinopse: Marcele de repente descobre que está apaixonada pelo namorado da vizinha. Mas, ele vai se mudar em 10 dias. Então ela começa a correr contra o tempo! Uma história divertida, de uma menina que não mede as consequências para conquistar o homem dos seus sonhos.

***

Em formato de livreto, esse conto de Janaina Rico é mais uma novidade da parceria entre o Magia e Letras e a autora.

Com 10 páginas, não contando a capa e contracapa, em papel de revista, a autora nos traz a história de Marcele, uma garota aparentemente normal que de tanto ouvir a vizinha Helena falar mal do namorado começa a prestar a atenção nele.

Assim ela se vê com uma missão, tomar o namorado da vizinha, já que ela não gostava dele (pois na cabela de Marcele se Helena fala mal é porque não gostava).

Mas tinha um problema, ela tinha somente 10 dias para cumprir a missão já que era o tempo que Helena tinha para fazer sua mudança já que ela iria mudar para a casa do namorado.

A partir daí a história é uma mico atras do outro, uma comédia atras da outra.

Ri auto lendo nos corredores da faculdade entre uma aula e outra. As pessoas passavam curiosas tentando ver o porque eu ria tanto. Acho que eu compartilhei o mico com a personagem.

Adorei! E acredito que você vai gostar também.

Quer ganhar? Só preencher o formulário abaixo.

E de quebra leva um marcador do livro 100 dias de sensualidade da mesma autora.

Não esqueça de deixar seu email nos comentários


a Rafflecopter giveaway

segunda-feira, 14 de março de 2016

Sorteio de Marcadores

Olá queridos,

não falei que 2016 seria um ano de muitas novidades...

Vamos começar?

Quer ganhar 01 marcador do livro Eles e Elas da Suellen Medeiros?



Para concorrer é só colocar um "eu quero" aqui nos comentários e enviar o endereço para estantedomanuel@gmail.com

Não esqueçam de mandar o email com o endereço

Serão 10 no total!

Boa sorte e corra!!!!

quinta-feira, 10 de março de 2016

As irmãs em Auschwitz



Sinopse: Uma das poucas pessoas a se entregar voluntariamente para o exército alemão e ir a um campo de concentração – quando ainda se acreditava que eram apenas campos de trabalho – Rena Kornreich fez parte do primeiro transporte em massa de judeus para Auschwitz e sobreviveu ao campo nazista por mais de três anos, junto a sua irmã mais nova – Danka. Juntas, ambas tiveram de ser resilientes a cada a perversidade vivenciada durante o período de aprisionamento. E, a despeito da iminência da morte, das doenças, das surras e do trabalho forçado, os relatos de Rena a respeito da convivência entre as prisioneiras nos garantem que a empatia emergida dentro de cada dormitório e de cada grupo de trabalho encorajou essas mulheres a permanecerem unidas até que Auschwitz fosse libertado e suas vidas fossem devolvidas para sempre. 

Rena Kornreich era polonesa, filha de camponeses e uma das irmãs do meio, entre as quatro. Foi enviada à Auschwitz no primeiro transporte em massa de prisioneiras femininas. Junto a sua irmã, Danka, ambas sobreviveram aos horrores do campo e foram libertadas no fim da guerra. Rena constituiu família com seu marido, John, e tiverem quatro filhos e três netos. Quando enfim decidiu narrar sua história para que as pessoas a conhecessem, Rena contou com a ajuda de Heather.

Heather Dune Macadam mora em Hampton Bays, Nova York e é escritora, educadora e presidente da fundação Rena's Promise International Creative Writing Camp, que oferece cursos para crianças e adolescentes que têm interesse em desenvolver suas habilidades na escrita. Criado em memória à Rena, a fundação visa promover o encontro de jovens de todas as esferas sociais e proporcionar um ambiente acolhedor em que possam fomentar trocas interculturais e assim germinar um mundo com menos ódio e preconceitos.  

****

Fazer essa resenha me custou semanas sem sono.

Como sabem sou historiadora. Segunda guerra mundial foi sempre um lado muito obscuro da história da humanidade.

Auschwitz sempre foi uma incógnita, como saber o que aconteceu lá? Graças aos céus pessoas sobreviveram, e nós podemos saber as atrocidades que aconteceram lá.

Esse livro me foi dado pelo meu marido Francisco de presente de natal. E assim que tive a oportunidade eu o devorei, li as 416 páginas em 2 dias.

Rena e sua irmã foram sobreviventes do inferno. Sim, lá era o inferno.

Ludibriadas pelos alemães, foram voluntariamente para Auschwitz com o propósito de trabalho em tempos de guerra.

Foram junto com outras milhares de mulheres as primeiras a chegarem em Auschwitz. Lá viveram todo tipo de sentimento mas o medo foi o maior de todos.

Rena e Danka eram polonesas de uma cidade perto da Eslovaquia. Elas fugiram dos nazistas com a ajuda de amigos mas para que sua familia não ser levada, Rena se voluntariou. Danka foi atras da irmã, chegou ao inferno logo depois. 

Rena era o numero 1716.

Passou pouco mais de 3 anos no campo de concentração. Trabalhou no carregamento de tijolos, terra, "Canadá" e na lavanderia. Canadá era o lugar que onde eram levados os pertences dos judeus assim que chegavam lá. Salvou vidas deixando de se alimentar para passar parte de sua comida para os superiores. Foi humilhada, espancada, pisoteada.

Na lavanderia Rena experimentou o amor.

Depois que a guerra acabou, antes dos soviéticos e os americanos chegarem nos campos, os alemães fizeram os sobreviventes a marcharem por 50 quilômetros até Berlim, a chamada Marcha para Morte. 

Ler esse livro me fez chorar, muito, em vários momentos. Fiquei sem dormir, um nojo embrulhou meu estomago em diversas vezes.

Eu já estive lá! Em uma viagem à Polonia conheci aquele lugar, em 2004. Mesmo quase 60 anos depois do final da guerra, o lugar ainda cheirava a morte.

Aqui colocarei algumas fotos.

Cartão postal comprado no lugar (mania minha de quando eu viajo sempre compro um postal)

Gueto de Cracóvia

Portal de Birkenau (campo de concentração à 3 quilômetros de Auschwitz, o campo que aparece no filme O Pianista, onde está uma linha de trem de 1 quilômetro de extensão)

Entrada de Auschwitz. "Arbeit macht frei" ("o trabalho liberta ou nos torna livres", numa tradução livre) placa no portal de entrada foi roubada em 18 de dezembro de 2009 e logo substituída.
Em Birkenau existe um memorial no final da linha do trem com placas nos idiomas europeus. Está escrito "Que este local seja para sempre um grito de desespero e um aviso à humanidade, onde os nazis assassinaram cerca de um milhão e meio de homens, mulheres e crianças, sobretudo judeus de vários países da Europa. Auschwitz-Birkenau 1940-1945"

 
Crematório de Birkenau


Muro de fuzilamento de Auschwitz